Como mudar a sua vida em 30 dias – dia 27

Nos dois artigos anteriores falamos sobre feedback e sobre perfeccionismo. Vimos que quanto mais sucesso você tiver, mais as pessoas vão te criticar, começando por você mesmo.

Somos nossos piores críticos. Tendemos a ser perfeccionistas e excessivamente exigentes quando se trata das nossas ações e atitudes. Fazemos nosso maior esforço, mas não ficamos satisfeitos com os resultados; sempre achamos que alguém poderia fazer melhor. Mesmo quando conseguimos o resultado planejado, mudamos a nossa meta e assim nossa conquista não é suficiente para nos fazer felizes.

Costumamos pensar: quando eu me formar, eu vou ser feliz. Quando eu ficar rico, eu vou ser feliz. Quando eu X, eu vou ser feliz. Mas, como o ser humano sempre busca a sensação de progresso, quando alcançamos X, imediatamente identificamos um novo sonho e ficamos infelizes de novo. E assim ficamos sempre atrás da felicidade, pois somos infelizes sempre que o que somos ou temos é diferente do que achamos que devemos ser ou ter.

A maioria das pessoas acha que a felicidade vem do exterior: depende das circunstâncias, de outras pessoas, de bens materiais, do sucesso. Mas, na realidade, a felicidade é um sentimento, é uma opção que você faz dia a dia. Não é o que acontece na sua vida, mas o significado que você dá a esse acontecimento.

Por exemplo, a sua formatura pode significar a sua liberdade financeira ou sua sentencia de ter de assumir a responsabilidade pela sua vida. Ganhar um BMW num sorteio pode ser uma sorte ou um aumento no seu custo de vida por causa do seguro e do IPVA.

Você já se perguntou o que é felicidade para você? Ser rico? Ter um casamento perfeito? Ter o trabalho dos seus sonhos? Ajudar a mudar o mundo? Agora pare e se pergunte: É isso o que você realmente quer ou é o que a sociedade acha que você deve querer? É isso o que você realmente quer ou é o que você acha bonitinho querer? O que realmente faz você feliz? Como você define a felicidade? O que lhe impede de se sentir feliz agora mesmo?

A nossa vida é o reflexo do que acontece na nossa cabeça. Se você escolhe se aceitar como você é, com seus defeitos e virtudes, e ser grato pelo que você é e tem, você começa a enxergar a vida com uma lente diferente. Você começa a entender que pode ser feliz com muito pouco; sem abrir mão dos seus sonhos, mas sem esperar eles se realizarem para começar a viver a vida que você quer e merece.

Você cria sua própria receita para a felicidade. Escolha ser feliz!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s